Dia 2 – Gramado e Canela/RS

Hoje o dia foi movimentado aqui no Rio Grande do Sul. Acordamos próximo das 08h30 e fomos tomar o café da manhã aqui no hotel. Saímos umas 09h rumo à Cascata Caracol. A estrada rumo à Cascata é extremamente bem cuidada e o visual é muito bonito, como na foto abaixo:

Para ingressar no Parque do Caracol, o ingresso é de R$12 por pessoa. Algumas atrações no parque são pagas à parte, como o elevador panorâmico e o passeio de trenzinho. Optamos por fazer a tradicional caminhada. Logo no início o principal atrativo do parque já aparece: a Cascata Caracol.

Mais para frente, uma vista das corredeiras e da pequena represa no topo. A trilha é bem sinalizada e a caminhada é bem tranquila. Infelizmente a escadaria que leva para o final da cascata estava interditada. A trilha acaba no estacionamento, que é o ponto de partida da trilha. Lá, algumas churrasqueiras disponíveis para o pessoal que quer ir ao parque almoçar ou fazer um simples piquenique.

Saindo do parque, fomos rumo ao centro de Canela viajar a Igreja Matriz da cidade. O movimento em Canela é inferior ao notado em Gramado, mas a cidade é, assim como a vizinha, muito bem cuidada e com prédios com uma arquitetura invejável.

Já passava de meio dia quando saímos de Canela e demos uma parada no “Mundo do Sapato”. A Aline foi à loucura …

Bem próximo à loja se localizava a fábrica de chocolate da Caracol Chocolates. Com dois ingressos-cortesia aqui do Hotel, não pagamos nada para entrar. A fábrica em si não tem nada que impressione, ou seja, se tivesse que pagar algo para entrar provavelmente sairíamos decepcionados. O que vale mesmo é tomar alguma coisa olhando para a vista da cafeteria ali presente. A Aline foi de chocolate quente e eu de uma Heineken mesmo.

Já passava de 12:30 quando saímos da fábrica rumo ao Lago Negro. O bairro onde está localizado o Lago parece ser uma das áreas mais nobres da cidade, várias casas de famílias que certamente não possuem uma renda de salário mínimo. No lago você pode andar de pedalinho: o custo é R$20 o casal, com duração de 20 minutos. O passeio é bem agradável e obrigatório para quem visita o Lago pela primeira vez. Devolvemos o pedalinho depois dos 20 minutos, mas nenhum dos monitores conferiu se realmente tínhamos ficado por lá apenas 20 minutos, ou seja, não sei se realmente vale aquele tempo ou eles apenas confiam nas pessoas.

Saímos do lago e viemos para o hotel descansar um pouco. Perto das 16h saímos a pé rumo à Aldeia do Papai Noel. O ingresso é o mesmo valor do Mini-Mundo (R$16 por pessoa). Para primeira vez, o passeio até que vale a pena. Perto da entrada tem um mirante com um observatório onde você consegue enxergar muito bem alguns pontos distantes até 6 km do local. O ponto negativo fica por conta de alguns animais enjaulados em espaços pequeníssimos (coelhos, porquinhos da índia e até um São Bernardo).

Não almoçamos no domingo por um bom motivo: saindo da Aldeia rumamos ao Café Colonial Torre. O preço é bem salgado (R$48 por pessoa), e diferentemente do que acontece nos cafés de Joinville, as comidas vêm na sua mesa, não há uma mesa coletiva onde as pessoas se servem. As bebidas disponíveis são: vinho tinto suave, vinho branco, suco de uva, café, chocolate e chá de maçã. A variedade de comida é bastante grande mas a qualidade não chega aos pés dos cafés de Joinville, que inclusive são mais baratos.

Comemos até não poder mais, e agradecemos por ter vindo a pé, pois aproveitamos a volta a pé para já tentar fazer uma parte da digestão. Chegamos no hotel próximo das 19h30 para descansar que a viagem até Montevidéu será exaustiva amanhã: o Google diz que são 12 horas e meia de viagem.

Um abraço e até amanhã!

6 thoughts on “Dia 2 – Gramado e Canela/RS

    • Na verdade ontem estava muito cansado pra escrever (quase 15 horas de viagem). Hoje (terça), mais pela noite, vai rolar uma atualização dos dias 3 e 4, hehe.

  1. Deu 13 erros no test-automation..favor arrumar HAHAHAAH..
    Haaa..fiz 3 esse final de semana ;P

  2. Pior que é verdade esses 13 erros e o Cleverson disse que não vai corrigir, vai deixar pra ti… a Michelle tá dando pulos aqui! ahhahahahaha

  3. Pingback: Bariloche (Argentina) « Alfa Dicas de Viagens

  4. Pingback: 10,000 views | ALFA Dicas de Viagens

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>