Viagem Europa – Post III – De Fussen (Alemanha) até Innsbruck (Áustria)

Boa tarde pessoal,

No terceiro post da viagem à Europa dos tios do Fábio cruzaremos pela primeira vez a fronteira de um país: sairemos da Alemanha rumo à Áustria.

Logo após acordarem no hotel em Ruckholz, eles foram surpreendidos por um balão solitário passando ao lado do hotel:

007

No café da manhã, mais uma curiosidade: até o ovo de galinha tem validade individual lá na Alemanha!

015

Para finalizar, uma foto do local do café e uma externa do hotel:

016

025

Antes de seguirmos uma viagem, aí vai mais uma dica importante: todas as garrafas de vidro na Alemanha valem dinheiro: em postos de gasolinas mesmo existem máquinas com o objetivo específico de receber estas garrafas e retornar uma quantia para o “doador”: algo em torno de 25 centavos de euro.

O destino do dia 27 de maio era a cidade de Garmisch Partenkirchen, bastante próxima de Fussen, com uma parada nos castelos de Hohenschwangau e Neuschwanstein, que ficam bem próximos um do outro (o segundo fica “acima” do primeiro). O passeio aos dois castelos custa €23 por pessoa (vale a pena comprar um ticket único para visitar os dois castelos ao invés de apenas um).

O primeiro castelo visitado é o Hohenschwangau, que é amarelo. Para mais detalhes sobre o castelo vocês podem acessar a Wikipedia. No interior somente são permitidas fotos em áreas específicas, conforme podemos ver nas imagens abaixo:

036

063

073

077

083

084

094

Com uma diferença de 2 horas (a visita é marcada por horário) entre as duas visitações, foi necessário pegar um “taxi-carruagem” para subir ao segundo castelo. O que custou €12 para o casal.

104

113

O Castelo de Neuschwanstein tem uma arquitetura fantástica e inspirou inclusive o castelo do desenho infantil “Bela Adormecida”. Maiores detalhes também podem ser encontrados na Wikipedia. Aqui no blog vocês podem se deliciar com as fotos:

115

123

126

131

138

150

155

179

Após a visitação aos dois castelos, a chegada no Hotel Gasthof Olberg foi em torno das 18h30. Duas fotos da sacada e uma externa do hotel:

214

216

220

A cidade de Garmisch-Partenkirchen possui cerca de 26 mil habitantes e “bomba” mesmo é no inverno, pois possui algumas estações de ski, inclusive sendo sede dos Jogos Olímpicos de Inverno no longíquo ano de 1936. A janta foi no restaurante Gasthof Fraundorfer e incluiu no cardápio como pratos principais um Kassler Ripperl (€10,90) e um Frischer Spargel (€13,90), acompanhados da inseparável Weissbier (€3,40).

233

239

242

243

No dia seguinte (28 de maio), a maior parte dele foi gasta na visita ao Zugspitze, uma montanha situada na cidade e que tem no seu pico a altitude de 2.962 metros. Reza uma lenda que a montanha foi um presente de um rei austríaco a um rei alemão.

Antes de pegar o trem, fotos de uma das pistas de competição dos Jogos de Inverno:

021

026

O passeio rumo à montanha se inicia em Garmisch-Partenkirchen onde se pega um trem para subir até o topo da mesma. Na última estação antes do pico, há uma troca de trens onde se pode finalizar o passeio por teleférico ou mesmo por outro tem. O transporte  custou €99 ao casal.

Nas fotos abaixo há também uma igreja solitária numa das paradas no meio da montanha, além de um restaurante que existe por lá a mais de 2.500 metros de altura:

032

038

049

051

055

065

080

No topo da montanha, muita neblina acabou prejudicando as fotos do passeio. Incrível também a quantidade de corvos lá em cima:

099

102

106

110

114

134

136

138

Perto das 16h, o destino era a Áustria, mais precisamente a cidade de Inssbruck. Na fronteira é necessário comprar um vale pedágio válido por “X” dias. Este vale pedágio não existe na Alemanha (ou seja, lá não há cobrança), porém em todos os demais países da viagem foi necessário. Na Áustria custava €12 e era válido por 10 dias.

Abaixo algumas fotos do trajeto entre a Alemanha e a Áustria, além de uma placa indicando que estavam entrando em solo austríaco. A última foto é a cidade de Innsbruck vista de cima. O nome dele é originário do Rio Inns, que atravessa a cidade (Bruck em alemão significa “ponte”). Sua população beira os 200 mil habitantes e também já foi sede de duas edições dos Jogos Olímpicos de Inverno (1964 e 1976). Além disso, é famosa por ser a cidade de onde se originou os famosos Cristais Swarovski.

155

148

150

158

161

166

Na chegada à cidade, mais algumas fotos. Destaque para o prédio da direita da quinta foto, no famoso estilo “rococó”.

175

178

181

186

187

202

203

204

205

O jantar em Innsbruck foi no Restaurante Goldener Daschl. Os pratos foram um Bauernschmaus (€14,80, o segundo prato nas fotos abaixo) e um Berglamm Gedü (€13,40), acompanhados de uma Ziller Hefe (€3,60) e um suco (€2,60).

198

200

201

Provavelmente no sábado ou no domingo, teremos mais um post, contando basicamente sobre a estadia em terras austríacas. Até lá!

3 thoughts on “Viagem Europa – Post III – De Fussen (Alemanha) até Innsbruck (Áustria)

  1. Pingback: Viagem Europa – Post III – De Fussen (Alemanha) até Innsbruck (Áustria) | ALFA Dicas de Viagens

  2. Boa Noite,

    Li o seu post, e pude observar as estradas em bom estado.
    Porém, faremos em 6 de janeiro, de Innsbruck a Fussen, e estou com medo, devido a neve.
    Na sua opinião, será que poderemos fazer esse trecho de carro, com segurança?
    Muito obrigada.
    Fátima

    • Olá Fátima, tudo bem?

      Infelizmente fica difícil responder para você pois o clima é imprevisível. Mas em condições normais é tranquila a viagem!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>