Viagem Europa – Post IV – De Innsbruck (Áustria) a Viena (Áustria)

Boa tarde pessoal,

Dando prosseguimento à série de posts sobre a viagem européia dos tios do Fábio, hoje trataremos dos três dias completos em solos austríacos. O último post fechou com a janta do dia 28 de maio, já em território austríaco (Innsbruck).

Pois bem, no dia seguinte, 29 de maio o destino era a cidade de Salzburg, porém com uma parada para visitação ao famoso Ninho da Águia, que fica localizado pertinho da cidade (porém em terras alemãs). Antes da saída do hotel Gasthof Ölberg (€78 a diária), duas fotos do café da manhã/área do café, além de mais um gato “bem tratado” que apareceu por lá e uma curiosa vaca que ficava ao lado do estabelecimento. Para fechar, mais três fotos de prédios diversos da cidade de Innsbruck:

003

006

007

009

017

018

019

Um pouco antes das 13h, iniciou-se a subida de ônibus rumo ao Ninho da Águia, que fica em terras alemãs (a 30km de Salzburg). Para quem não conhece, o Ninho é uma casa de montanha localizada a 1834m de altitude e foi um presente do líder do terceiro império alemão (Martin Bormann) em comemoração aos 50 anos de Adolf Hitler. Porém, devido à aversão ao ar rarefeito e medo de alturas de Hitler, a casa acabou sendo pouquíssimo utilizada. Hoje em dia é um dos pontos de visitação que mais recebem turistas na Alemanha. A subida até lá rende boas fotos:

032

033

036

037

041

Conforme podem ser vistos nas fotos acima, a estrada que leva até o topo da montanha não é das mais largas, ou seja, a cada “x” metros existiam refúgios para os ônibus darem passagem para o outro. Detalhe: todo este fluxo é cronometrado, garantindo uma precisão impressionante.

Logo no início da construção, há um túnel de 124m de extensão. A temperatura lá dentro é muito baixa.

047

099

Para chegar ao topo, pega-se um elevador que sobe 124m. Lá no topo, mais algumas fotos:

057

061

071

080

A chegada em Salzburg foi perto das 15h. Com quase 150 mil habitantes, é a quarta maior cidade da Áustria. O centro histórico da cidade é considerado patrimônio mundial pela UNESCO desde 1996.

107

111

176

182

Na cidade também se destaca o Palácio de Mirabell, onde a entrada aos seus famosos jardins é 100% gratuita. Lá uma sessão de fotos, principalmente das inúmeras flores localizadas por ali:

120

123

132

138

147

156

162

165

172

Na quinta foto da sequência acima há uma fonte onde existiam diversas moedas jogadas lá dentro. Em um determinado momento apareceu um maluco que simplesmente entrou na fonte e passou a resgatá-las. Ficamos devendo a foto do momento.

A janta em Salzburg foi no restaurante s’Kloane Brauhaus, e o cardápio incluiu um Spargelgrosse (€18,80) e um (esse merece dois saúde!) Schweinebraten mit Weinviertler Erdäpfel und Krautsalat (€10,80), acompanhados da onipresente Weiss Bier.

194

195

190

Para fechar o dia, uma caminhada no centro histórico e mais duas fotos:

204

211

No dia seguinte (30 de maio), uma foto da fachada do hotel Dreikreuz. (€69 a diária). No caminho de Salzburg até Viena, duas fotos para retratar a limpeza dos banheiros “beira de estrada” em solos europeus (em todo sanitário é cobrada uma taxa para uso):

004

012

013

Como a distância não era das maiores, a chegada em Viena foi em torno de meio-dia e o dia girou em torno do famoso Palácio de Schonbrunn (também conhecido como Palácio de Versalhes de Viena), uma gigantesca construção da capital austríaca (1.700.000 habitantes).

020

023

024

027

033

045

051

054

059

O passeio pelo Palácio foi interrompido com a proximidade de uma chuva, que fez com que eles voltassem para o hotel.

067À noite, em um dos prédios do próprio Palácio, estava previsto um concerto, que custou €39/pessoa:

071

Antes de saírem para o concerto, uma parada para o jantar. Ficaremos devendo o nome do restaurante e dos pratos deste primeiro dia em Viena, pois eles não foram anotados:

072

074

075

O concerto consistia, além dos inúmeros instrumentistas, de cantoras e cantores clássicos. Em Viena existem “n” concertos disponíveis e muitos que custam mais (bem mais) do que foi pago neste aqui. Para quem entende realmente de música clássica talvez seja possível notar toda a diferença entre eles, mas para meros mortais como a gente, este já estava de bom tamanho.

077

081

098

No último dia completo em terras austríacas (31 de maio), foi terminada a visita ao Palácio de Schonbrunn, interrompido no dia anterior devido às chuvas. O que mais se destacam são os lindos jardins repletos de flores, sobretudo rosas:

007

012

020

046

053

057

060

066

067

074

097

Perto das 10h30, iniciou-se uma pequena jornada pelo centro de Viena, passando por alguns pontos turísticos da região.

099

108

110

112

114

Abaixo, na segunda foto, a Prefeitura de Viena:

117

128

148

155

161

181

195

208

215

242

248

250

263

269

Para finalizar o passeio, uma visita externa e interna (entrada gratuita) à famosa Catedral de São Estevão (Stephansdom):

276

280

287

289

296

300

Após voltarem para o hotel, os tios do Fábio se despediram de Viena com uma janta no Restaurante Weinschmankerl. Os pratos principais foram Pfeffersumpsteak (€15,90) e Altw. Backfleisch (€10,20).

397

402

403

Espero que tenham gostado da Áustria!

Semana que vem tem mais, com a passagem pela Hungria e República Tcheca!

One thought on “Viagem Europa – Post IV – De Innsbruck (Áustria) a Viena (Áustria)

  1. Pingback: Viagem Europa – Post IV – De Innsbruck (Áustria) a Viena (Áustria) | ALFA Dicas de Viagens

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>