Viagem Panamá/Costa Rica – Costa Rica

Boa tarde pessoal,

Depois de quase uma semana, voltamos a falar sobre a viagem do irmão e futura cunhada do Fábio para o Panamá e a Costa Rica. E o post de hoje traz os cinco dias que eles passaram na Costa Rica.

O primeiro destino em terras costarriquenhas foi a cidade de La Fortuna. A maratona do dia 17 de abril se iniciou em Bocas del Toro (ainda Panamá) próximo das 08h30, onde eles pegaram o transfer contratado no dia anterior até à comunidade de Puerto Viejo de Talamanca, já em terras da Costa Rica. A maior dificuldade foi atravessar a fronteira, já que era uma ponte velha de madeira e cheia de buracos, onde as malas de rodinhas não desempenham nem de perto seu papel.

IMG_0630

IMG_0631

A colônia de Puerto Viejo de Talamanca possui uma enorme influência da Jamaica, e é comum encontrar diversas pessoas com cabelo no estilo rastafari andando pelas ruas (além de outras cositas mais que preferimos não comentar, kkkk). A permanência na cidade foi rápida, pois chegaram as 10h30 e às 11h já embarcaram em outro ônibus com destino à capital San José. Os 217 km de viagem foi percorridos em cerca de 5h, chegando no destino final próximo das 16h.

Como não haviam mais ônibus diretos para La Fortuna, eles foram orientados a pegar um ônibus até à cidade de La Quesada, e de lá pegar outro ônibus até La Fortuna. A orientação acabou sendo de extrema valia, e às 21h eles finalmente chegaram ao destino final, que é conhecido mundialmente por ser a cidade mais próxima ao também mundialmente famoso Vulcão Arenal.

Conversando com um estudante, eles conseguiram chegar ao Arena Hostel Resort (US$43 a diária), muito bem localizado, bastante próximo ao ponto em que o ônibus parou (distante apenas 150m).

IMG_0642

Malas devidamente colocadas no hostel, uma saída para a janta no restaurante Punto Fusion onde era possível ter uma bela vista da praça, da igreja e da principal avenida da cidade. Para fechar a noite, uma visita às lojas da cidade.

No dia seguinte, dia 18, eles fecharam um pacote com 2 passeios: o canopy, que nada mais é do que um conjunto de 7 tirolesas, e uma subida onde eles achavam que seria até a boca do vulcão (cratera), mas que acabou não sendo (pois por ainda ser um vulcão ativo é extremamente proibido). O pacote saiu US$100 para os dois.

O canopy, conforme já falado, é composto de 7 descidas, todas com velocidades, alturas e distâncias diferentes. Após o canopy, ainda foi possível tirar uns minutinhos e relaxar nas águas termais de um resort ali próximo. A van voltou a deixá-los no centro da cidade, e como a trilha para o vulcão estava marcada para as 14h30, tiveram que almoçar na correria num restaurante “qualquer” que não atrai a presença de turistas, mas que valeu muito a pena (por cerca de US$10 eles almoçaram um prato grande de macarrão ao molho sugo e outro macarrão a bolonhesa).

Como o dia estava nublado, não foi possível ver o topo do vulcão, apenas uma parte dele, além do lago que se formou após a erupção de 1968.

IMG_0659

IMG_0675

IMG_0680

IMG_0682

IMG_0709

IMG_0712

Após a trilha, voltaram novamente para o hostel, onde saíram para jantar no Restaurante Lava Rocks.

IMG_0722

IMG_0724

Como as locadoras de carro fechavam exatamente as 18h, não foi possível encontrar um carro para alugar para os próximos três dias. A busca terminou somente no dia seguinte (19 de abril) com o aluguel de um Hyundai Accent Blue (mais barato disponível), por US$186, para os três dias, com seguro básico e devolução na capital San José.

A saída de La Fortuna foi próximo das 09h, e o destino do dia era Playa Hermosa, no litoral da Costa Rica e distante 190 km. O começo do trajeto é uma serrinha com muitas subidas e descidas, o que faz com que a viagem demore 4h30min. No meio do caminho, passa-se pelo Rio Tarcoles, conhecido pela sua assustadora quantidade de crocodilos, devidamente registrado em fotos:

IMG_0737

IMG_0738

IMG_0740

Foi lá que em março deste ano um fotógrafo quase foi engolido por um deles:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Xdfrjbsd9fU]

O almoço do dia foi num restaurante próximo a um posto de gasolina antes do Rio Tarcoles. Após chegar em Playa Hermosa e dar uma olhada em diversos hotéis e pousadas a beira-mar, a escolha foi pelo Hotel Vista Hermosa (US$60 a diária para o casal), que tem como principal atrativo duas piscinas com vista do mar.

IMG_0752

IMG_0757

IMG_0759

Para terminar um dia, o Júnior fez mais uma sessão de surf (além dele apenas 2 pessoas no mar, com ondas de 3m de frente nas séries) e a noite deram uma voltinha na região central de Jacó (a Playa Hermosa faz parte de Jacó), distante apenas 9 km de onde estavam hospedados. A janta foi no restaurante EAT!, onde a pizza grande (que de grande tinha apenas o nome) de marguerita e pepperoni + bebidas saiu em torno de US$33.

O dia 20 de abril pode ser considerado um dos mais tranquilos da viagem. Foi praticamente sol, sombra e água fresca. O Júnior madrugou e às 06h30m já foi para o mar (que já tinha baixado para 2/2,5m de frente), a Jordana acordou perto das 09h e antes do almoço os dois ficaram aproveitando a piscina do hotel.

IMG_0762

IMG_0793

O almoço foi próximo das 14h no Restaurante Vista Hermosa, anexo ao hotel, e após um breve cochilo, uma caminhada na praia. Bem servidos do almoço, a janta se resumiu a uma banana split generosa para os dois.

IMG_0866

IMG_0869

IMG_0870

IMG_0874

O dia 21 de abril deveria ser o último dia em terras costarriquenhas, porém a realidade não foi bem assim. Após saírem perto do meio-dia do hotel em Playa Hermosa, chegaram novamente na capital San José as 14h30 e, antes de devolverem o carro alugado, foram direto na rodoviária da TicaBus (rodoviária pequena e exclusiva da empresa, que faz a maioria dos trajetos para os países da América Central) para tentar comprar as passagens de ônibus para Cidade do Panamá (US$57 cada na classe executiva) no embarque das 23h.

Porém não haviam mais bilhetes disponíveis, e então tiveram que comprar passagens para o dia seguinte ao meio-dia (US$42 na classe turística). Antes de devolverem o carro (próximo das 16h) eles também comeram um Duplo Big Mac (que não existe no Brasil) com fritas e refri para cada um por meros US$6 (cada).

Carro abastecido e pronto para devolução, uma pequena confusão fez com que os funcionários da empresa de locação em San José quisessem cobrar a mais pela devolução em cidade diferente. Após acertarem os ponteiros, eles ainda convenceram os funcionário de levarem eles para o hotel (o que não estava escrito em lugar algum).

Por sorte, existe um hotel (US$37 a diária) da própria concessionária de ônibus (TicaBus) que fica colado na rodoviária, e que acabou sendo a estadia até o dia seguinte.

Não percam o próximo post, pois a viagem de volta ao Panamá não foi nem um pouco tranquila.

One thought on “Viagem Panamá/Costa Rica – Costa Rica

  1. Pingback: Viagem Panamá/Costa Rica – Costa Rica | ALFA Dicas de Viagens

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>