Viagem Cancún (México) – Dia 6 – Shoppings e Coco Bongo

Boa noite pessoal,

O post do sexto dia da viagem do Victor, da Giuliana e de seus primos ocorre todo dentro da cidade de Cancún, com destaque especial para o desfecho da noite: a ida ao Coco Bongo, a mais famosa boate de Cancún e onde foram gravadas algumas cenas do filme “O Máscara”.

Como a noite prometia, o dia foi bastante “light”: para não se desgastarem muito, o dia foi novamente para aproveitar o hotel e conhecer dois shoppings da cidade. Pela manhã, logo após tomarem o café, foram até a recepção para marcar a janta (para as 18h30) para um dos restaurantes do hotel para o qual ainda não tinha ido.

No final da manhã, foram passear num shopping que fica no meio da Zona Hoteleira de Cancún, denominado La Isla. O meio de locomoção utilizado para ir até lá foi um ônibus circular mesmo, que é a melhor opção para andar por ali, principalmente pelo fato de ter muitos ônibus e incontáveis pontos de parada, além da passagem ser extremamente barata (8,5 pesos mexicanos, ou cerca de R$1,50). Pediram para o próprio motorista avisar qual ponto era mais perto do shopping, e desceram por lá.

DSC05803

DSC05840

DSC05799

O shopping La Isla é um shopping pequeno e ao ar livre, à beira de um lago que tem um canal do estilo de Veneza (na Itália). O shopping é muito bonito e é do estilo “feito para turista”. Existem algumas lojas de renome, além de outras com produtos mexicanos. Por ser um shopping feito para turista, o preço também acabava sendo (caro).

SAMSUNG

SAMSUNG

DSC05806

DSC05810

DSC05822

DSC05824

DSC05827

DSC05838

Após voltarem para o hotel e almoçarem, foram conhecer outro shopping, este no centro da cidade e que possui lojas mais para o povo de Cancún mesmo, e segundo os locais lá os preços são bem melhores. Os ônibus para o centro não vem com a mesma frequência do que os ônibus da zona hoteleira, e após aguardarem uns 15 minutos num ponto à frente do Hotel Riu Cancún, parou um taxista oferecendo o serviço. O mesmo taxista havia passado por ali três minutos antes, e ao ver que eles ainda estavam por ali, deduziu que eram turistas e que queriam ir ao shopping. O taxista cobrou 120 pesos mexicanos (cerca de R$21) pela corrida até o shopping Plaza Las Americas (este link está bem completo), este bem tradicional e com estilo dos que encontramos por aqui. Há uma infinidade de lojas e os preços são bem melhores, principalmente se tratando de roupas, óculos e perfumes.

Plaza Las Americas

Perto do final da tarde, eles voltaram para o hotel de táxi (mesmo preço da ida, 120 pesos mexicanos) e foram jantar. O restaurante era do lado de fora e bem próximo às piscinas, de frente para o mar. A comida era muito boa, mas ficamos ficar devendo o nome dos pratos.

20130420_194222

20130420_204617

DSC05846

DSC05850

DSC05858

DSC05860

Após a janta, foram para o quarto se arrumar e era chegada a hora de ir ao Coco Bongo. Conforme comentado, lá no terceiro dia da viagem, eles já haviam fechado uma mesa para a noite. Por 1300 pesos mexicanos (ou 325 pesos por pessoa, cerca de R$58) pegaram uma mesa muito boa para quatro pessoas, num local mais privativo, com o bar e banheiros próximos e uma excelente visão do palco (pois assim como o palco, a mesa também ficava na parte de cima do estabelecimento. A primeira vantagem em pegar a mesa foi escapar da fila para entrar no local, visto que assim como todos os outros dias em que passaram ali na frente, a fila era bem grande para entrar.

DSC06025

DSC06030

20130421_210221

Ah, e um importantíssimo detalhe: seja qual for o ingresso que você comprar (pista ou mesa), todas as bebidas servidas no Coco Bongo são de graça. Isto mesmo, você poderá beber à vontade! O pessoal da mesa ficou basicamente nas cervejas (Dos Equis) e na tequila (foram algumas doses, cerca de cinco ou seis rodadas).

20130420_222940

20130420_230127

DSC05864

No telão há um cronômetro com a contagem regressiva para o show começar. Como eles haviam chegado cerca de uma hora antes do show começar, o passatempo para o tempo passar era tomar muita cerveja e tequila.

O show é basicamente uma mistura de show musical e circo, com muitos efeitos e onde os personagens voam sobre o palco e até lutam (caso do show do Homem Aranha). Realmente é um espetáculo, vale muito a pena! Os musicais que tiveram e eles lembram foram do Michael Jackson, Madonna e Elvis (e muitos outros). Aproveitem para dar uma olhada em alguns vídeos também:

DSC05591

DSC05877

DSC05894

DSC05898

DSC05899

DSC05911

DSC05912

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=fhwJIdMX5bo]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=IlD8cTcWeYs]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=QA2Ane8f9kU]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=tKD_A6C5RMs]

No meio do show há uma pausa, e neste momento o palco se fecha e fica apenas um pequeno buraco no meio do palco e é permitida que as pessoas subam lá e fiquem dançando. É claro que as mulheres foram lá …. conforme fotos abaixo:

DSC05949

DSC05957

DSC05958

DSC05961

O show, que se inicia perto da meia noite, terminou somente depois das 03h. A principal dica fica por conta da reserva da mesa (que não é bem uma mesa, e sim uma bancada com cadeiras), o que torna a ida muito mais prática e longe do aglomero, além de ter uma excelente visão do show e ser perto de tudo.

E a conclusão a que se chega é a seguinte: ir a Cancún e não ir ao Coco Bongo é o mesmo que não ir a Cancún. É uma parada obrigatória para todo turista que estiver por lá!

Não percam na próxima semana o próximo (e também último) post da viagem, que irá relatar um passeio de barco em alto mar, inclusive com o Victor conduzindo o mesmo ainda com tequilas do Coco Bongo na cabeça :)

4 thoughts on “Viagem Cancún (México) – Dia 6 – Shoppings e Coco Bongo

  1. Pingback: Viagem Cancún (México) – Dia 7 – Passeio de barco | Alfa Dicas de Viagens

  2. Pingback: Viagem Cancún (México) – Dia 6 – Shoppings e Coco Bongo | ALFA Dicas de Viagens

  3. Olá, bacanas as dicas. Fiquei com uma dúvida, onde vcs reservaram o Coco Bongo? Vi em outros relatos que saiu na faixa de US$ 60,00. Alem da mesa tiveram de pagar a entrada também?

    • Bom dia Giliardi, tudo bem?
      Que bom que gostou das dicas. Então, o meu colega que foi para lá e me deu este relato comprou a reserva da mesa dentro do próprio hotel em que ele estava hospedado (Riu Cancún, tem um post só dele). Se você reservar a mesa, não precisa pagar a entrada. O preço realmente estava muito em conta, acho que era algum tipo de promoção.

      Qualquer dúvida é só avisar. Um abraço!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>