Viagem Curaçao – Compras no Supermercado

Olá pessoal,

Hoje é dia de comentarmos um pouco mais sobre os supermercados de Curaçao, um lugar especialmente essencial para nós, que ficamos hospedados em apartamentos com cozinha completa e onde não optamos em pagar um preço abusivo no café de manhã oferecido lá.

Existem dois tipos de supermercados em Curaçao: os grandes (Centrum, Mangusa, Best Buy, etc) e os pequenos (também chamados de “Mini Markets” e comandados 100% das vezes por chineses). A principal vantagem desses mercadinhos era o horário de funcionamento, que na maioria das vezes era das 07h da manhã até às 22h, porém na maioria era aceito apenas dinheiro.

O nosso QG era o Centrum Mahaai, localizado a apenas 1,5km de nosso apartamento:

DSC04948

Um dia resolvemos conhecer o Mangusa, que ficava a 2,6km de distância, porém a bagunça lá dentro era tanto que até fizemos uma comparação com os mercados aqui de Joinville: o Mangusa era o BIG e o Centrum era o Angeloni.

O primeiro item de nossa lista de compras foi um isopor, que levamos pra cima e pra baixo em todas as praias que frequentamos. Pagamos apenas cinco florins (perto dos R$7). Apenas no primeiro dia compramos também o pacote de gelo (que custava R$5), pois nos demais sempre levávamos o gelo das três formas de gelo disponíveis no apartamento:

DSC04951

DSC04950

Nossa prioridade nas compras era sempre itens para o café da manhã. Confiram alguns itens comprados com seus respectivos preços:

- Galão de 1,8l de achocolatado: da marca McArthur R$9 e da marca Romig R$5.

- Pacote de bolacha Oreo com oito “mini-pacotes” com 4 bolachas cada: R$8.

- Iogurte Danone BlueBerry com 4 unidades: R$8,50.

- Suco de 1 litro de mix de frutas: R$3,20.

- Croissant de morango com oito unidades: R$9.

- Pacotes de frios: em média R$22/quilo.

- Johnny Cake (sanduíche frito recheado com queijo): R$3 cada.

DSC04954

DSC05215

DSC05217

DSC05218

DSC05219

DSC05780

DSC05781

DSC05782

DSC05783

DSC06654

Um outro item bastante procurado pela gente eram as bebidas em geral, essenciais para dar aquela refrescada na beira do mar. Compramos cervejas de praticamente todas as marcas lá disponíveis, e um detalhe interessante: era comum tanto no mercado quanto nos restaurantes apenas garrafas/latas de 250ml, e não as de 350ml. O que não gostamos muito foi do refrigerante mais famoso de lá (Gosa), por ser em geral muito enjoativo.

- Amstel (long neck de 250ml) com 12 unidades: R$26.

- Heineken (lata de 250ml) com 6 unidades: R$15.

- Polar (long neck de 350ml): R$3.

- Corona Extra (long neck de 350ml): R$3,50.

- Amstel Bright (long neck de 350ml): R$3,50.

- Heineken (long neck de 350ml): R$3,50.

- Presidente (long neck de 350ml): R$3,20.

- Bavaria (lata de 500ml): R$4.

- Coca Cola 2 litros: R$3,50.

- Sucos de 1 litro: entre R$3,00 e R$4,00.

- Chá Arizone de 500ml: R$2,50.

DSC07124

DSC06740

DSC05216

DSC06739

Também compramos diversas barras de chocolate das variadas marcas:

- Milka 100g: R$4.

- Markant 100g (chocolate branco): R$5.  

DSC06626

Outro setor interessante era o setor das frutas e verduras. Algumas frutas possuíam preços astronômicos, como por exemplo os R$22 cobrados por 1kg de uva verde, ou os R$15 cobrados por uma bandeja de morango. Porém, era inegável a qualidade das mesmas, pois não era preciso nem escolher as frutas que não eram empacotadas: simplesmente todas eram boas.

O que havia por lá também eram mixes de frutas e verduras, o que acabava compensando no final das contas: um generoso mix de cenoura e repolho estava saindo por R$4 e outro de várias frutas saía por R$13/kg.

DSC06629

DSC06630

DSC06631

DSC06632

DSC06633

DSC06634    

 Nenhum supermercado de Curaçao oferece sacolas plásticas, então você tem duas opções: ou traz junto alguma sacola ou então adquire por lá: as de papelão saem por míseros R$0,25, enquanto uma mais forte e com alças sai por R$2,50.

Um dia compramos também 1kg de camarão já descascado por apenas R$24, que acabou sendo uma de nossas jantas no apartamento. Tivemos também que comprar um condicionador de cabelo (da L’oreal, R$11) e sabonetes (R$0,90 cada).

Uma situação no mínimo inusitada ocorreu no dia de nossa maior compra: o empacotador do mercado levou nossas sacolas até o carro, e assim que colocou-as no porta malas ficou esperando alguma gorjeta: apenas com notas de 10 dólares ou mais na carteira, tivemos que dar 10 florins de gorjeta (algo próximo dos R$13), o que fez com que o empacotador abrisse um sorriso de orelha a orelha.

Com relação a formas de pagamentos, o mercado aceitava todos os tipos de cartão e pagamentos em dólares ou florins.

Por fim, fiquem com mais algumas fotos do mercado:

DSC04949

DSC05203

DSC05204

DSC05205

DSC05206

DSC05207

DSC05208

DSC05209

Esta semana voltaremos com um post completo sobre o complexo do Sea Aquarium! Até lá!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>