Cancún (México) – Rio Secreto

Olá pessoal,

Dando uma pequena pausa nos posts da Europa, hoje falaremos um pouco sobre mais uma atração que tem próximo a Cancún, no México. Quem esteve por lá foi o casal de amigos Raphael e Emanuele:

1920038_678364982227667_523182985_n

O México possui um dos sistemas de cavernas mais complexos e surpreendentes de todo o mundo, e caso você esteja indo para Cancún e não se satisfazer com as cavernas dos parques mais próximos a Cancún, você não pode deixar de visitar o Rio Secreto, uma caverna natural que se encontra a mais ou menos 50 minutos de carro da Zona Hoteleira de Cancún.

Para entrar lá é necessário ter uma reserva, que pode ser feita de forma online no próprio site da atração ou então no próprio local da atração (dica: no local o preço é menor). Assim como quase tudo em Cancún, o preço é um pouco salgado (US$69 por pessoa), porém o passeio dura quase três horas e o que você irá vivenciar lá dentro é algo indescritível. Uma dica importante: caso você tenha alugado um carro com a Budget, você ganha um ingresso gratuito para a atração apresentando a reserva no momento do agendamento (pela Internet não há esta opção), que foi exatamente o caso deles.

Apesar de já terem planos de visitar a caverna antes de chegarem a Cancún, eles optaram por não efetuar a reserva pela Internet, pois desta forma teriam mais flexibilidade durante a estada por lá para escolher os dias com muito sol para aproveitar as praias, visto que as condições climáticas são indiferentes para quem visita uma caverna.

O agendamento foi marcado para as 09h, e é necessário chegar no mínimo 30 minutos antes do horário marcado, pois no local é passado um vídeo com algumas orientações. Há guias disponíveis em diversas línguas (francês, inglês, espanhol e português): eles acabaram optando pelo guia em espanhol (em português pagava mais) e acabaram dando muita sorte pois foram os únicos, o que acabou tornando o passeio VIP para eles.

Do local em que é passado o vídeo, ainda é necessário pegar uma van até a caverna. Antes de entrarem, o guia ainda passa mais algumas explicações, e então você coloca a roupa de neoprene, sapato de borracha e capacete de luz (tudo incluso no preço).

foto1

Todo o tour é guiado (e o guia explica pacientemente detalhe a detalhe cada pergunta que é feita) e há também um fotógrafo que vai registrando o passeio: você quase que não vê o fotográfo mas de repente você vê um flash de um lugar da caverna.

Em comparação com as outras cavernas do México, Rio Secreto pode ser considerada “jovem”, pois foi recentemente descoberta por um caçador que estava em busca de vítimas e se escondeu no que achou ser um buraco, porém olhando melhor o caçador viu que era a entrada da caverna. A visitação foi aberta ao público apenas em 2006, ou seja, durante todos estes anos ela se manteve praticamente intacta, pois posteriormente descobriram que os antigos mais somente haviam utilizado as cavernas para coleta de água.

foto2

foto3

A caverna possui mais de 30 km de extensão e o tour passa por apenas 2 km dela. Diferentemente de outras cavernas que são totalmente inundadas ou totalmente secas, esta é semi-inundada, ou seja, há partes do tour que são fundas e que você deve nadar para se locomover. Perto do final do tour há uma parte da caverna em que o guia comenta que será o lugar mais escuro que eles iriam vivenciar. Todos ficam em silêncio por 5 minutos e com as luzes do capacete desligadas, e realmente a sensação é incrível: você simplesmente não enxerga nem a palma de sua mão e apenas se escuta as gotas de água caindo dos estalactite.

foto4

O tour dura cerca de 2h30m, e ao final do tour é servido um almoço (incluso no ingresso). O cardápio incluía alguns tipos de saladas, uma sopa “local” de frango e outro prato com carne. Como em todo o México, ainda havia tortillas e nachos. O próprio guia apresentou o buffet para eles, e na hora de explicar os três molhos disponíveis falou no melhor estilo mexicano: “este pica poquito, este pica e este pica muchooooo“.

rio-secreto

Infelizmente é proibido tirar fotos enquanto você está dentro da caverna, o que acaba de certa forma “obrigando” você a adquirir o CD de fotos vendido por lá, que custa US$65. Porém a qualidade das fotos é muito boa e vale a pena para guardar o registro!

foto5

foto6

Na opinião dos dois, o passeio valeu muito a pena e foi muito interessante, principalmente por ser algo bem natural e não tão artificial quanto os demais parques que existem em Cancún, ou seja, é super recomendado a todos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>