Viagem Bali (Indonésia) – Snorkel nas Gili Islands

Olá pessoal,

Depois do post inaugural sobre as Ilhas Gili, hoje é dia de falarmos um pouco do nosso passeio de snorkel pelas três ilhas e também sobre o snorkel feito na própria Gili Trawangan. Só para ter noção de como as ilhas são excelentes lugares para mergulhar, vejam o mapa dos pontos de mergulho das três ilhas (alguns pontos são somente possíveis com cilindro):

map-sitesGili Air  Divers - Gili Meno Divers Gili Trawangan Lombok Bali Indonesia

 

No nosso passeio de bicicleta aproveitamos para mergulhar em três ou quatro pontos da ilha. Lembrando que você pode alugar o conjunto de snorkel + pés de pato para o dia inteiro por apenas 50 mil rúpias (ou míseros R$9). O ponto que possuía a maior variedade de de peixes ficava após um bom trecho de fundo de coral, o que acabava dificultando a locomoção até lá.

DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO

A ilha também é conhecida por ser um reduto de tartarugas, e o melhor lugar para vê-las é bem onde estão os restaurantes a beira do mar. Vá pela manhã e você não irá se decepcionar. Há também por lá uma espécie de viveiro para multiplicar as chances dos filhotes sobreviverem:

DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRODSC02017

Conforme já falamos no post inicial, um dos passeios mais conhecidos e recomendados que se faz pelos turistas que visitam as ilhas é o snorkel com o Glass Bottom Boat (barco com fundo de vidro). São inúmeros locais oferecendo este passeio, e talvez este seja um dos motivos do passeio custar tão pouco: para mergulhar em quatro pontos num passeio que demora cinco horas você paga apenas 100 mil rúpias (R$22) ou então paga R$5 a mais e garante o almoço (apenas comida onde você pode escolher entre algumas opções).

Levando-se em consideração que o próprio aluguel do snorkel e pé de pato já custaria 50 mil rúpias e que um almoço sai mais ou menos no mínimo 50 mil rúpias, podemos dizer que o passeio é praticamente de graça.

Fechamos o passeio na noite anterior do dia em que faríamos (recomenda-se fazer isso pois às vezes não há mais vagas). Ele inicia às 09h30, quando você entrega os tickets comprados e retira a máscara e os pés de pato (você é responsável por seus equipamentos e pagará uma multa se não devolve-los). Perto das 10h eles começam a chamar os nomes para embarcar no barco com fundo de vidro, e uns 20 minutos depois já estávamos saindo para o mar.

DSC02280 DSC02281 DSC02288 DSC02292 DSC02295 DSC02326

O primeiro ponto que paramos para mergulhar é muito fundo, e o que acontece é que não dá para tirar muitas fotos boas dos peixeis que estão lá no fundo do mar. Neste primeiro ponto também é possível avistar tartarugas, mas no dia em que fomos somente vimos uma e que estava fugindo.

Em cada ponto de mergulho eles te deixam de 15 a 20 minutos, e então partimos para o segundo ponto, que é próximo da ilha do meio, a Gili Meno. Neste ponto estamos num local mais raso, e então é possível tirar algumas fotos:

DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO

Perto das 11h30, saímos do segundo ponto e desembarcamos na menor das ilhas, a Gili Air, para o almoço, que é feito num restaurante parceiro do pessoal do barco. Lá, quem tem almoço incluso, entrega a ficha do almoço e pede a bebida. A nossa escolha, para garantir que não houvesse maiores problemas no barco, foi por um beef burguer (que vem acompanhado de fritas). Para beber uma geladíssima Bintang de 600 ml (R$8) e um suco de abacaxi (R$4).

DSC02301 DSC02305 DSC02306

No restaurante, o garçom que nos atendeu perguntou de onde éramos, e após falarmos que éramos brasileiros, ele praticamente escalou a seleção brasileira, falou que gostava muito do nosso país e quase chorou enquanto falava com nós.

A parada na ilha é de cerca de uma hora e meia, e aproveitamos o tempo que havia sobrando para dar uma pequena volta na ilha e comprar um sorvete de sobremesa (2 bolas do famoso Gili Gelato por R$7):

DSC02317DSC02311 DSC02312 DSC02319

Após a parada para o almoço, paramos no terceiro e penúltimo ponto de mergulho, que também é o mais legal: os locais dão pedaços de pão para os turistas alimentarem os peixes, e eles largam a gente num lugar onde há uma forte correnteza, ou seja, você nem faz muita força para sair do lugar e encontrar o barco que se posiciona alguns metros a frente:

DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO DCIM109GOPRO

No fim, mais uma parada para mergulho, bem próximo de onde está naufragado o barco de carga americano USAT Liberty, porém para chegar perto dele somente com cilindro.

Próximo das 15h30 estamos de volta a ilha, devolvemos os equipamentos e voltamos para nosso hotel. Definitivamente recomendamos este passeio para todos que forem a ilha, além de ser super barato é um passeio muito interessante e divertido de se fazer! Para finalizar fiquem com alguns vídeos que fizemos por lá:







One thought on “Viagem Bali (Indonésia) – Snorkel nas Gili Islands

  1. Pingback: Viagem Bali (Indonésia) – Restaurantes em Gili Trawangan | ALFA Dicas de Viagens

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>