Viagem Bali (Indonésia) – Compras

Fazer compras em Bali é bastante cansativo, mesmo para as mulheres. Você não pode entrar na loja apenas para olhar, as vendedoras não vão deixar você ir embora sem que leve alguma coisa. Em Ubud até conseguimos entrar em algumas lojas de marca internacional e ver com calma as mercadorias. Mas nas lojas locais isso é impossível.

Nossa primeira experiência foi no mercado de praia de Sanur. Todas as lojas vendem praticamente as mesmas mercadorias (roupas, sarongs, pratas) e as lojas ficam lado a lado, mas quando você sai da primeira loja, a vendedora da segunda loja já está na porta te esperando para você ir na loja dela. Se você diz que não, ela te puxa pelo braço ou vem atrás de você até que você aceite entrar na loja. E quando você sai da segunda loja, lá está a vendedora da loja ao lado te esperando. Se você cair na conversa delas, você entra em todas as lojas do mercado.

DSC01539 sanur

Em Ubud também existe um mercado público, com muito mais lojas que o de Sanur, e como nós já estávamos mais experientes, acabamos conseguindo despistar algumas vendedoras. Tínhamos em mente vários itens que queríamos comprar e como as lojas vendem praticamente as mesmas coisas, então decidimos dividir e fazer as compras em lojas diferentes. Assim compramos uma coisa em cada loja que tinha uma vendedora nos esperando.

ubud1 ubud2

O preço das mercadorias sempre começa alto, as vendedoras usam uma calculadora para colocar o preço inicial da peça. Se você não responde nada ou se diz que está caro, começa a negociação de preço. No primeiro “não” o preço da mercadoria geralmente cai uns 30%. E depois de mais algumas negociações e delas falarem frases num inglês arrastado como “Good for you….good for me” ou “Give me your price”, você consegue mais uns 20% de desconto. Se mesmo assim você achar o preço alto e for embora da loja, ela vem correndo atrás de você com a calculadora para dar mais desconto e fechar a venda. Uma dica importante: na sua primeira oferta sempre ofereça menos da metade do valor inicial, isso lhe garantirá um poder de barganha melhor.

Quando elas conseguem fechar a venda, elas esfregam o dinheiro nas outras mercadorias para dar boa sorte, é um ritual. Mas caso elas não consigam fechar a venda, se preparem para ver aquele olhar do gatinho do Shrek. Da até pena. Tem algumas que falam ou resmungam algo em balinês, e como não entendemos, apenas torcemos que elas não estivessem nos xingando.

O melhor lugar para comprar souvenirs e artigos de decoração para casa é em Ubud, pois a variedade de lojas é muito grande e o preço é bastante atrativo. Nas ruas próximas ao mercado público existem muitas lojas internacionais conhecidas (Lacoste, Tommy, Ralph Lauren), e nessas lojas você consegue entrar e olhar a mercadoria sem a “pressão” das vendedoras. Os preços também são muito bons.

Nas redondezas da Monkey Forrest, existem lojinhas locais com produtos que não tínhamos visto em lojas das outras regiões. Uma variedade muito grande de Budas, incensos e porta incensos, quadros e esculturas de madeiras feitas pelos balineses. Para quem gosta, dá vontade de trazer um objeto de cada cor e tamanho (nessa hora você lembra dos valores cobrados por excesso de bagagem e acaba se controlando).

Pictures of Indonesia, Bali, Ubud market, travel photography by travel photographer Matthew Williams-Ellis

Também próximo a Ubud existem vilarejos que você pode encontrar produtos bem mais baratos, como a prata (Celuk Village), madeira (Mas Village) e vidro.

Nós visitamos apenas o vilarejo das pratas. Mas não tivemos muita sorte com o nosso taxista, pois ele nos levava apenas nas lojas mais conhecidas e o preço acabava não valendo a pena. Existem também diversas lojas (e até mesmo supermercados) em Ubud que vendem prata e algumas contam com preços bem atrativos, mas fique de olho pois nem todas vendem a verdadeira prata de Bali. Para ter uma recordação, comprei uma pulseira e dois pingentes que saíram aproximadamente US$50.

Para quer gosta de roupas com marca de surf, o lugar ideal é Kuta ou Seminyak. Nessa região existem vários outlets de marcas de surf famosas com os preços bastante atrativos. Compramos bermudas da Volcom na faixa de R$60, camisas da Volcom na faixa de R$40 e até camisas de times internacionais de futebol na faixa de R$40. Além do preço de etiqueta, que já é baixo, os produtos podem ter até 70% de desconto.

DSC03474 DSC03476

Além dos outlets de marca de Surf, você encontra uma grande variedade de outlets de diversas marcas, desde roupas e calçados até moveis para a casa. Como nosso objetivo era as roupas de surf, não visitamos os outros outlets.

Enfim, com certeza um dos maiores atrativos de Bali certamente são as compras, especialmente itens de decoração, prata e vestuário. E prepare-se para negociar, pois a barganha é a marca registrada das vendedoras. Com a prática você acabará pegando o jeito e conseguirá descontos ainda maiores nos preços que já partem de um valor baixo!

2 thoughts on “Viagem Bali (Indonésia) – Compras

  1. Pingback: Istambul (Turquia) | ALFA Dicas de Viagens

  2. Pingback: Retrospectiva 2015 | ALFA Dicas de Viagens

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>