Passo a passo de como tirar o visto americano

Olá pessoal,

Apesar da alta (e que alta!) do dólar que acaba afastando muitos brasileiros de viagens internacionais, sobretudo dos Estados Unidos, detalharemos neste post o passo a passo para obtenção do visto americano.

Primeiramente, apesar de óbvio, não custa lembrar: você precisa de um passaporte válido para dar início a todo o processo. Com seu passaporte em mãos, são basicamente três passos.

1) Preencher o formulário DS-160, através do site deste link.

  • tenha em mãos seu RG, CPF, passaporte e visto antigo (caso tenha)
  • antigamente era necessário fazer o upload de uma foto, porém este passo foi removido do cadastro
  • o formulário é todo em inglês, caso tenha alguma dúvida recorra ao Google Translate.
  • reserve no mínimo 01 hora para preenchimento de todo o formulário. Caso não consiga terminar no dia que iniciou, você poderá salvar o que já preencheu e terá 30 dias para retomar o seu preenchimento.

Já na primeira tela do sistema você irá selecionar em qual consulado deseja fazer a entrevista: São Paulo, Recife, Rio de Janeiro ou Brasília: atente-se para esta informação, pois terá que ser a mesma no passo 2).

primeira tela

 

Após clicar em Start an Application, a próxima tela é da pergunta de segurança: dê muita importância e sobretudo memorize a pergunta escolhida e sua respectiva resposta, pois caso precise reimprimir a página de seu formulário DS-160 você precisará da pergunta e resposta selecionada, caso contrário terá que refazer todo o formulário.

Nas primeiras duas páginas do questionário você encontrará campos para preencher relativos a seu nome, se já teve alteração de nome, cidade e estado onde nasceu, data de nascimento e por fim o número de seu passaporte, que deverá ser inserido no campo National Identification Number:

segunda

 

Nos próximos passos você irá preencher dados de sua residência e números de telefones. Na página seguinte serão feitas algumas perguntas referentes ao seu passaporte. O campo Passport Book Number não deve ser preenchido, pois no Brasil não temos esta numeração.

terceira tela

Em seguida será questionado qual tipo de visto você necessita. O de turismo é a categoria B, conforme print abaixo:

quarta tela

Nesta mesma tela será questionado um pouco sobre sua permanência em solo americano. Caso ainda não tenha estes dados, bastar prover uma estimativa. Logo abaixo haverão campos relativos ao endereço que você permanecerá por lá. Como preencher estes campos? Simples: procure por algum hotel em uma cidade de seu interesse e preencha o endereço de lá.

Em seguida será questionado se você viajará acompanhado ou não. Caso vá acompanhado, terá que preencher o nome dos mesmos. Nas duas telas seguintes você precisará responder se já viajou aos EUA ou se teve alguma vez o visto recusado, além de preencher os dados de um contato por lá. Novamente vale a dica anterior: caso não vá ficar na casa de parentes ou colegas, preencha os dados com o endereço de um hotel.

Para finalizar, você preencherá alguns dados de seus pais e de seu cônjuge. Então começará a parte mais chata e cansativa do formulário: perguntas referentes ao seu emprego, sua escolaridade e às famosas perguntas onde você até já sabe o que preencher para não ter o visto negado. Veja algumas:

  • Você já participou de guerrilhas?
  • Você é ou já foi um viciado?
  • Você já participou de alguma lavagem de dinheiro?
  • Você já participou do transporte ilegal de órgãos?

Ao término, você será redirecionado para um resumo de tudo que preencheu (sete páginas de confirmação), onde poderá notar que estará claro que a foto será tirada no CASV.

quinta

 

Ao finalizar o resumo aparecerá uma ficha de confirmação do envio. Este documento tem um código de barras e você precisará imprimir, já que este código será necessário nos demais passos. Este é um documento que acaba sendo esquecido por várias pessoas ao chegar no agendamento do CASV (mais detalhes a seguir).

2) Cadastro no CSC, pagamento da taxa e agendamento dos dias de visita ao CASV e ao consulado

Apesar do consulado americano existir em apenas quatro cidades, o CASV está disponível em mais localidades, conforme este link. Para pessoas que moram em cidades onde não há nem o próprio CASV, a parte boa é que ele funciona aos domingos (aos sábados ele não funciona), ou seja, você perderá apenas um dia útil do seu trabalho para fazer todo o processo (pois a entrevista no consulado precisa ser obrigatoriamente marcada num dia diferente e posterior ao agendado no CASV).

Para agendar os dois dias do processo você primeiramente precisará se cadastrar no site do CSC – Visa Information Service. Diferentemente do formulário DS-160, este é bem mais rápido e está todo em português. Após preencher os dados pessoais, você poderá adicionar membros da família (caso vá com mais pessoas fazer o visto), e então poderá agendar a entrevista, selecionando na ordem:

  • Visto de não-imigrante
  • Agendamento comum de vistos
  • Visto de visitante
  • Negócios ou Turismo (B1/B2)

Em seguida você escolherá o consulado onde irá fazer a entrevista (importante: deve ser o mesmo selecionado no formulário DS-160) e o local de entrega do passaporte após ter o visto concedido (caso deseje poderá optar por retirar o passaporte em um dos CASV, porém não há valor adicional para a entrega em sua casa).

Após esta etapa, você irá para a página de pagamento, onde poderá optar por pagar com cartão de crédito (Visa ou Master) ou boleto bancário. O valor do visto para turismo, que tem validade de 10 anos, é de US$160. A partir da data do pagamento você poderá agendar as duas datas em até doze meses. A parte boa é que a cobrança no cartão de crédito vem em R$, ou seja, não haverá a cobrança de 6,38% de IOF em cima deste valor, e você também não estará sujeito à variação cambial (na realidade o mesmo se aplica quando você gerar o boleto).

Com o pagamento aprovado (lembre-se que se optar por boleto terá que esperar a compensação bancária, que geralmente acontece em até 24 horas), é hora de agendar o seu comparecimento ao CASV e ao consulado americano para a entrevista. E aqui você deverá prestar muita atenção! Pois o primeiro agendamento que você irá fazer será da entrevista, que deverá ser feita OBRIGATORIAMENTE após o comparecimento ao CASV, ou seja, você agenda primeiro o segundo passo do procedimento.

Concluindo: a primeira data que você escolher deverá ser superior à segunda. Meio confuso, não!? Enfim, como já comentado anteriormente, a parte boa é que o agendamento nos CASV podem ser feitos aos domingos, e o que as pessoas geralmente fazem é agendar a entrevista no consulado para uma segunda-feira e a data no CASV no domingo que precede esta segunda.

Caso você acabe errando as datas, não entre em desespero: você poderá remarcar ambas as datas até 24 horas antes da mesma.

3) Comparecimento ao CASV e ao consulado

Depois de todo o trabalho braçal dos passos 1 e 2, chegou a hora de comparecer aos dois locais na data e horário marcado no agendamento. A primeira parada é no CASV, onde o que vão fazer é tirar suas impressões digitais e a sua foto. Antes de se dirigir ao CASV, lembre-se de ter em mãos os seguintes documentos:

  • Passaporte com validade mínima de 6 meses e passaporte com visto antigo (caso tenha)
  • Página de confirmação do DS-160 com código de barras
  • Página de confirmação do agendamento no CASV

CASV

Abaixo uma foto dos dois papéis que você precisa levar e para que você não tenha dúvidas de estar esquecendo algo:

DSC_0132

Agendamos nossa visita ao CASV Vila Mariana, e por lá há alguns estacionamentos (caso vá de carro) com preços um pouco salgados, além de algumas vagas na própria rua onde simpáticos guardadores de carro lhe cobrarão alguma ajuda para “cuidarem” de seu carro. Você não pode entrar com mochila ou bolsa no CASV (com celular pode, porém deve estar desligado), e poderá deixar seus pertences em guarda-volumes lá por perto pela quantia de R$10.

Caso tenha esquecido a página de confirmação do agendamento ou do DS-160, você sequer conseguirá entrar no CASV, mas ainda assim terá uma saída: há alguns ladrões prestadores de serviço que te “ajudam” na correria, a um custo de modestos R$30 pela simples impressão de uma página.

Há uma primeira triagem feita por um segurança logo na entrada do CASV, e assim que você entra no CASV irão dar mais uma conferida nos seus documentos e então você entrará numa nova fila para ser chamado para o segundo andar do prédio, onde de fato serão coletadas a impressão digital e sua foto.

O processo é bem rápido e logo você será liberado, o que incomoda um pouco são as filas que se formam (sobretudo na parte externa, caso esteja chovendo ou um sol muito forte), porém em menos de 1 hora de nossa chegada ao CASV, já estávamos liberados.

O segundo dia dos agendamentos é a visita ao consulado americano, e assim como no CASV, você poderá estacionar seu carro e guardar sua bolsa ou mochila em locais próximos dali (preços muito parecidos), com um pequeno detalhe: aqui você não entra nem com o celular desligado. Os documentos obrigatórios são os mesmos:

  • Passaporte com validade mínima de 6 meses e passaporte com visto antigo (caso tenha)
  • Página de confirmação do DS-160 com código de barras
  • Página de confirmação do agendamento no consulado 

consulado1

É de extrema importância que você leve consigo também documentos que sobretudo comprovem seu vínculo com o Brasil e o que você preencheu no formulário DS-160, tais como:

  • Carteira de trabalho
  • Extratos bancários dos últimos 3 meses
  • Escritura de imóveis que estejam no seu nome
  • Comprovante de renda
  • Comprovante de residência
  • Declaração de IRPF

No consulado, assim como no CASV, são feitas triagens antes do “ato final”. Primeiramente eles irão questionar qual seu horário de agendamento e te encaminharão para uma fila específica. Esta foi de longe a fila que mais demorou, pois assim que chegamos já haviam mais umas cinco filas formadas de pessoas de horários anteriores ao nosso, ou seja, precisamos esperar estas cinco filas acabarem para chegar a nossa vez.

Quanto te chamam dessa fila irão novamente dar uma conferida nos documentos obrigatórios, e então você será encaminhado para outra fila (menor), onde aguardará até chegar a sua vez e quando você passará por um detector de metais. Após este passo você já estará na fila das entrevistas, que costuma ser bem rápida. Ao contrário do que muita gente pesa (uma entrevista numa sala fechada), a entrevista é feita em pé mesmo, como na foto abaixo, e você consegue inclusive escutar a conversa de quem estiver na sua frente:

visto-americano-para-criancas-e-idosos

Bem na nossa frente havia um maquiador sem vínculo com nenhuma empresa sendo entrevistado, e observamos que o funcionário do consulado começou a questionar o mesmo, sobretudo sobre sua renda mensal. Ao final do processo o mesmo teve o visto negado, provavelmente por não trabalhar com carteira registrada.

A nossa entrevista foi bem tranquila (o funcionário é americano mas fala um português bem claro), acabamos não mostrando nenhum dos “n” documentos de nossa pastinha, e tivemos que responder as seguintes perguntas:

  • Qual que era nosso vínculo (marido/mulher)
  • Em que éramos formados, onde trabalhávamos e a quanto tempo trabalhávamos
  • Para quais países já havíamos viajado

Ao final a senhora falou “OK, uma boa viagem” (o passaporte fica retido com o entrevistador), e tivemos o visto concedido. Depois da aprovação você receberá seu passaporte com o visto americano em até sete dias úteis no endereço informado no site do CASV! Nós recebemos o nosso logo no terceiro dia útil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>