Split (Croácia) – Uma das jóias da costa croata

Olá pessoal,

Hoje iniciaremos os posts do quinto país de nossa viagem: a Croácia, iniciando pela belíssima cidade de Split. Infelizmente por questões de roteiro, acabou sobrando pouco tempo para curtirmos a cidade, pois usamos a cidade mais como um ponto fixo para visitar os Lagos Plitvice, mas cada minuto que passamos lá valeu a pena.

Dormimos duas noites na cidade, mas não ficamos nem perto de 48 horas por lá. Contaremos inicialmente como foi nosso trajeto de Sarajevo até Split. Ele iniciou logo às 06h da manhã, que foi o horário combinado que a dona do apartamento em que estávamos hospedados iria nos buscar para nos deixar na rodoviária da cidade. A um custo de 10 euros, o trajeto não durou mais do que 15 minutos, principalmente por conta do horário.

Chegando na rodoviária, compramos os tickets do ônibus por 49 marcos, ou seja, cerca de R$125. Porém os tickets eram para a cidade de Dubrovnik, que fica cerca de 230 quilômetros distante de Split. Dois fatos foram motivadores desse pequeno “desvio”: teríamos que pagar uma taxa extra de 50 euros para a agência de aluguel de carro por devolver o carro em outra cidade (pois nosso destino final foi Dubrovnik), e além disso encontramos uma agência que não tinha loja em Split (faremos um post específico sobre o aluguel de carro na Croácia) com o valor da diária cerca de 8 euros menor do que a outra empresa, ou seja, economizamos cerca de 70 euros (já descontando a gasolina do trajeto) e perdemos apenas duas horas de nosso dia.

Um detalhe interessante é que tivemos que pagar 2 marcos (cerca de R$5) por mala despachada no ônibus, numa prática não muito comum aqui no Brasil, por exemplo. O ônibus em si é bastante confortável e a viagem é bem tranquila. No caminho são feitas três paradas para idas ao sanitário e para eventuais lanches. Durante o trajeto passamos pela conhecida cidade de Mostar, ainda em solo bósnio, que também é um dos principais destinos dos turistas por lá.

DSC05565 DSC05566 DSC05570 DSC05569 DSC05571 DSC05572 DSC05573 DSC02998 DSC03006 DSC03007 DSC03009 DSC03010 DSC03012 DSC03013 DSC03016 DSC03026

O trajeto que é feito já na costa croata é de uma beleza indescritível e para nossa sorte repetiríamos o trajeto mais duas vezes: indo para Split e voltando para Dubrovnik. Mas é claro que aproveitamos para registrar em fotos a beleza do local, amplificada pelo belíssimo céu azul do dia:

DSC05580 DSC05584 DSC05586 DSC05588 DSC05590 DSC05596 DSC05601 DSC05607 DSC05611 DSC05616 DSC05621 DSC05624 DSC05629 DSC05637 DSC05638 DSC05640 DSC05643 DSC05645 DSC05647

A viagem de ônibus, que teve início às 07h15 lá em Sarajevo, terminou às 13h40 em Dubrovnik. Pegamos nosso carro alugado a aproveitamos para almoçar ali perto, num bistrô. A pizza grande e o prato de macarrão com carne saíram por 45 kunas cada, ou cerca de R$27. A garrafinha de coca-cola de 250ml saiu por 7 kunas, ou R$4,20.

DSC05650 DSC05651 DSC05652

Chegamos em Split com o dia escurecendo, e paramos no mercado para abastecer um pouco a geladeira de nosso apartamento lá, bem como comprar os ingredientes dos sanduíches para levar no passeio aos Lagos Plitvice, destino do dia seguinte. Perto das 18h30 o GPS nos guiou para próximo ao apartamento, e acabamos caindo numa rua sem saída, pois simplesmente você não chegava ao apartamento de carro. Após uma breve caminhada falamos com a mulher dona do local, e o carro teria que ficar ali mesmo, em uma vaga pra lá de improvisada.

Cansados da viagem de praticamente 12 horas, neste dia ficamos no apartamento mesmo, e no dia seguinte saímos tendo como destino os Lagos Plitvice (dia que será detalhado num post específico). Voltamos dos lagos também com o dia escurecendo, porém dessa vez deixamos as mochilas no apartamento e saímos para jantar na parte central de Split, localizada a apenas alguns metros de nosso apartamento e onde estão praticamente todos os pontos turísticos da cidade.

O grande destaque fica por conta do Palácio de Diocleciano, construída entre os anos de 284 e 305 D.C. para ser a residência imperial do Imperador Diocleciano.

DSC03427 DSC03428 DSC03429 DSC03467 DSC03466

No Peristilo do Palácio rolam diversas apresentações culturais e é um dos pontos onde os moradores locais se encontram para comer e beber no fim de tarde:

DSC03432 DSC03433

Fomos jantar no Restaurante FIFE, por recomendação da nossa anfitriã em Split. O restaurante fica um pouco afastado do agito, e até por isso tem preços mais em conta. Mas em geral a comida em Split tem um preço salgado (não chegando é claro aos preços de Mykonos). Pagamos 52 kunas (cerca de R$30) num prato com algumas salsichas e batatas fritas e 67 kunas (cerca de R$40) em três peixes fritos. A cerveja de 500ml saía 14 kunas (R$9), mesmo preço da lata de Coca-Cola de 250ml.

DSC03447 DSC03448 DSC03449

Voltamos para o nosso apartamento e no caminho é claro que tiramos muitas fotos:

DSC03429 DSC03430 DSC03434 DSC03435 DSC03437 DSC03438 DSC03439 DSC03441 DSC03443 DSC03445 DSC03451 DSC03453 DSC03454 DSC03455 DSC03458 DSC03460 DSC03461 DSC03463 DSC03465 DSC03466 DSC03469 DSC03470

Na manhã seguinte saímos para mais uma caminhada, desta vez matutina, para conhecer a cidade de dia. O caminho foi praticamente o mesmo, e caso tivéssemos mais tempo na cidade com certeza um dos pontos que ficaríamos seria na beira do mar nos diversos banquinhos disponíveis no enorme calçadão, tomado por mesas de diversos restaurantes que há por lá, onde os turistas tomam café, almoçam e jantam.

A visão do Mar Adriático combinada com as construções históricas do local é com certeza um convite para você literalmente esquecer todos os problemas e apenas curtir aquele momento que você lembrará pelo restante de sua vida.

DSC03472 DSC03475 DSC03476 DSC03478 DSC03480 DSC03484 DSC03485 DSC03486 DSC03487 DSC03489 DSC03490 DSC03493 DSC03494 DSC03496 DSC03497 DSC03498 DSC03501 DSC03502 DSC03506 DSC03509 DSC03510 DSC03513 DSC03514 DSC03515 DSC03517 DSC03520 DSC03521 DSC03522 DSC03524 DSC03528 DSC03529 DSC03531 DSC03534 DSC03537 DSC03539 DSC03540 DSC03546 DSC03547 DSC03549 DSC03553 DSC03555

Acabamos escolhendo Split como uma base para nosso passeio aos Lagos Plitvice, mas com certeza não seria desperdício ficar mais dias por lá. Uma cidade única, com construções antigas, com o mar ao lado e inúmeros restaurantes. Com certeza um dos pontos altos de nossa viagem!

One thought on “Split (Croácia) – Uma das jóias da costa croata

  1. Pingback: Aluguel de carro na Croácia – Peugeot Club | ALFA Dicas de Viagens

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>