Dubrovnik (Croácia) – A pérola do Adriático

Olá pessoal,

Depois de iniciar nossos relatos na Grécia, ir para a Turquia, seguir para a Antiga Iugoslávia e falar sobre a Sérvia, a Bósnia Herzegovina e da Croácia, hoje chegamos ao último post que falaremos de locais que visitamos: a incrível Dubrovnik, também localizada na costa croata e uma das cidades mais visitadas da região do Adriático anualmente, inclusive sendo destino de muitos cruzeiros que passam por lá.

Com uma população inferior a 45 mil habitantes, é uma daquelas cidades que é praticamente 100% movida pelo turismo. Repleta de cafés, restaurantes, hotéis, museus, galerias de arte e construções históricas, Dubrovnik é um daqueles lugares que você vai e já pensa numa data para voltar.

O coração da cidade é a Old Town, cercada 100% por muralhas e com apenas uma entrada que é uma ponte levadiça, no melhor estilo medieval. Para entrar na Old Town não se paga nada, porém caso você queria andar sobre a muralha e percorrer toda ela você consegue comprar ingressos em alguns locais pelo valor de 100 kunas (cerca de R$60). Estudantes pagam apenas 30 kunas (R$18). Caso você pretende visitar os museus e as galerias de lá, uma excelente dica é adquirir o Dubrovnik Card, que lhe garante entrada gratuita em 5 museus, 2 galerias e à muralha por um ótimo preço (135 kunas), além de transporte público gratuito neste dia.

Um detalhe importante: caso você esteja de carro, tente achar um Garage Parking, que nada mais é do que um estacionamento pago. Há cerca de 1 quilômetro antes de chegar à ponte levadiça você irá encontrar um, e o preço levando-se em consideração por ser Dubrovnik é justo: 10 kunas (R$6) a hora. Na entrada você receberá um ticket e pagará apenas antes de sair, em vários guichês automáticos como o da foto abaixo.

DSC04101 DSC04102

Uma outra opção é parar nas ruas (porém mesmo não sendo alta temporada, não achamos nenhuma vaga no trajeto do estacionamento até à entrada da Old Town). Lá você deve achar um parquímetro para efetuar o pagamento assim que estacionar, caso contrário pagará salgadas multas por desrespeitar as leis croatas.

A parte boa da ida é que o trajeto de um quilômetro entre o estacionamento e à entrada da cidade é 100% descida, mas é claro que isso não é nada bom para a volta, pois você estará cansado da caminhada do dia e terá que subir tudo o que desceu. A pior parte é uma escadaria de cerca de 100 degraus logo chegando à Old Town:

DSC04095

Um dos passeios mais feitos pelos turistas que vão a Dubrovnik é o passeio de barco para a ilha de Lokrum, localizada há apenas 500 metros de lá e feito por uma única agência de turismo que vende os tickets do barco por 80 kunas (cerca de R$50). O primeiro barco parte às 09h e o último ás 18h, porém é interessante verificar que dependendo da época ele sequer funciona (de dezembro a março). Há disponível também passeios para outras ilhas mais longe, no entanto estes passeios tinham a duração de um dia inteiro.

Uma excelente dica para quem quer economizar no passeio a Lokrum é comprar algum lanche ainda numa padaria da Old Town, onde pagamos 15 kunas (R$9) por um enrolado de salsicha e 12 kunas (R$7,50) por uma foccacia. Apesar desses preços já serem um pouco salgados, na ilha a “promoção” do dia era um sanduíche de atum e uma cerveja por “apenas” 70 kunas (R$50). Imagine quanto você não irá gastar se optar por almoçar em um dos restaurantes de lá.

A ilha é relativamente pequena e em cerca de 2 a 3 horas você consegue visitar todos os pontos interessantes dela (no site oficial da ilha você encontra um mapa com os principais pontos, este mapa é distribuído também quando você compra o ticket para a ilha). Você irá esbarrar com inúmeros coelhos e sobretudo pavões, os únicos habitantes da ilha, já que é proibido passar a noite por lá. Os pavões foram trazidos pelo austríaco Maximiliano de Habsburgo, um dos “proprietários” da ilha em tempos mais remotos:

DSC03770 DSC03771 DSC03795 DSC03832 DSC03838

Dos 21 pontos listados no mapa, para nós pelo menos metade não poderiam ser considerados grandes atrativos. Há por exemplo dois reservatórios de água, desde quando isso é ponto turístico? Mas com certeza a caminhada pela ilha proporciona belas visões como as que registramos nas fotos abaixo. Um dos principais destaques é uma espécie de mar morto que existe lá, uma pequena área com água salgada mas que não tem ligação com o Mar Adriático:

DSC03790DSC03810

mar morto de Lokrum

DSC03763 DSC03764 DSC03767 DSC03773 DSC03774 DSC03775 DSC03783 DSC03786  DSC03791 DSC03796 DSC03805 DSC03808  DSC03814 DSC03820 DSC03821 DSC03826 DSC03828 DSC03834 DSC03836 DSC03859 DSC03861 DSC03863 DSC03865 DSC03866 DSC03874 DSC03876 DSC03875 DSC03880 DSC03882 DSC03885 DSC03889 DSC03900 DSC03901 DSC03908 DSC03910 DSC03918

Assim como Dubrovnik, a ilha de Lokrum também foi cenário de filmagens do seriado Game of Thrones, e até por conta disso havia uma pequena exposição explicando a série nos mínimos detalhes, incluindo inclusive a Iron Throne (liberada para tirar fotos):

DSC03845 DSC03846

Voltamos para Dubrovnik cerca de duas horas depois para então iniciar a caminhada pelas históricas muralhas da cidade. Há um funcionário em cada uma das possíveis entradas que irá conferir o seu ticket e então liberar a subida. A caminhada é um pouco cansativa, pois envolve algumas subidas de escadarias, mas a cada parada a visão que nos era proporcionada acabava com qualquer dor nas pernas que surgisse:

DSC03937 DSC03941 DSC03944 DSC03947 DSC03951 DSC03953 DSC03957 DSC03958 DSC03963 DSC03964 DSC03968 DSC03972 DSC03974 DSC03977 DSC03979 DSC03981 DSC03989 DSC03997 DSC04000 DSC04001 DSC04002 DSC04013 DSC04014 DSC04024 DSC04027 DSC04029 DSC04030 DSC04039 DSC04050 DSC04051

Depois de 1h30 de caminhada, chegamos ao ponto inicial da jornada, e demos mais uma volta pela parte terrestre da Old Town.

DSC04053 DSC04057 DSC04061 DSC04062 DSC04064 DSC03730 DSC03733 DSC03735 DSC03736 DSC03737 DSC03738 DSC03740 DSC03743 DSC03747

O ingresso que compramos para a entrada às muralhas também dava direito à visitação do Forte Lovrijenac, localizado do lado de fora da Old Town e que também foi cenário de gravação do seriado Game of Thrones, porém como já não era mais alta temporada o mesmo fechava às 15h, e não tivemos tempo de entrar nele. Apenas tiramos algumas fotos lá do alto:

DSC04070 DSC04076 DSC04086

Voltamos para o estacionamento próximo das 16h30 e então voltamos para nosso apartamento. Como vocês puderam notar, apesar de ser um destino turístico luxuoso, é possível passear por Dubrovnik sem gastar quantias astronômicas de dinheiro.

One thought on “Dubrovnik (Croácia) – A pérola do Adriático

  1. Pingback: Viagem Leste Europeu – Resumão e Dicas Gerais | ALFA Dicas de Viagens

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>