Nova Petrópolis e Três Coroas (RS)

Olá pessoal,

Na nossa viagem à Serra Gaúcha em maio, além da visita à pequena São Francisco de Paula, também acabamos passando boa parte do sábado nas cidades de Nova Petrópolis e Três Coroas. Infelizmente por conta do tempo, que estava um pouco nublado, os passeios ficaram um pouco prejudicados, sobretudo a visita ao Templo Budista Chagdud Gonpa Khadro, principal motivo de nossa visita à cidade de Três Coroas, distante cerca de 50 quilômetros de Canela. Os últimos 10 quilômetros são praticamente todos em estrada de chão e com pequenas subidas, o que pode ser um incômodo dependendo de como estiver o clima.

A entrada ao templo é gratuita para carros e motos, para excursões é necessário agendar a visita. É importante também ficar atendo aos horários e dias de visita, pois há pequenas restrições (segunda e terça o local não está aberto para visitação, maiores detalhes no site oficial de lá).

Ao chegar no templo você será encaminhado para uma pequena sala de vídeo, e num vídeo de cerca de 15 minutos você entenderá um pouco mais da história do local.

DSC05796

 

Este templo “gaúcho” é uma réplica do Templo Zangdog Palri, que está localizado na cidade de Kogpo, no Tibete. Dentro dele você poderá oferecer lamparinas (a um custo de R$2,50 cada) para si próprio, seus familiares, amigos ou qualquer outra pessoa que esteja passando por dificuldades e necessite de alguma benção.

DSC05800 DSC05804

Outro ponto muito interessante de lá é a casa que contém as Rodas de Oração, que giram sempre no sentido horário e recebem inúmeras moedas dos visitantes em troca de alguns singelos pedidos.

DSC05801

Há ainda uma outra espécie de Templo por lá, o Zangdog Palri, este localizado um pouco mais afastado da entrada principal. Para chegar lá você precisará subir um pequeno morro.

DSC05805 DSC05810 DSC05811 DSC05814

Há ainda por lá outros pequenos monumentos com algumas outras figuras do budismo, como vocês poderão ver nas fotos abaixo:

DSC05818 DSC05819 DSC05823 DSC05828 DSC05830 DSC05832

A duração da nossa visita foi de pouco mais de 1 hora, mas com um tempo melhor e caso você seja um fã da religião, não será surpresa nenhuma perder mais de duas horas por lá.

Saímos do templo em direção a cidade de Nova Petrópolis, porém antes de chegar lá uma dica importante: o preço da gasolina em Três Coroas é muito abaixo do praticado nas cidades de Canela e Gramado. Na época em que estávamos por lá a diferença no preço do litro chegava a 40 centavos.

Com menos de 20 mil habitantes, a cidade de Nova Petrópolis está localizada há apenas 35 quilômetros de Gramado, e muitas vezes acaba sendo o reduto de turistas que procuram hospedagens mais em conta do que as badaladas cidades de Gramado e Canela.

Nosso passeio por lá iniciou-se no recente Parque Pedras do Silêncio, um parque todo feito em esculturas de arenito que visam mostrar todo o caminho dos imigrantes alemães que chegaram ao Brasil e ajudaram na colonização de muitas cidades, sobretudo no sul do Brasil.

Assim como as atrações de Canela e Gramado, o preço da entrada é um pouco salgado (R$25), sobretudo para o que o parque oferece. Você percorre sem muita pressa todo o trajeto em menos de uma hora, e a maior escultura é o retrato da típica família de imigrantes da época.

DSC05841 DSC05843 DSC05848 DSC05851 DSC05853 DSC05854 DSC05860 DSC05863 DSC05868 DSC05871 DSC05875 DSC05876 DSC05886 DSC05890 DSC05892 DSC05900

No caminho entre este Parque e a área central da cidade, ainda passamos por uma espécie de pórtico e algumas outras bonitas construções:

DSC05907 DSC05908 DSC05909 DSC05910 DSC05912 DSC05913 DSC05914

No centro da cidade optamos por visitar o Parque Aldeia do Imigrante, que cobra R$5 pela entrada e tem como principal atrativo uma pequena vila que visa mostrar como era a típica vida de uma aldeia de imigrantes no antepassado. Há também algumas lojas que vendem artesanato local, além de um lago que oferece passeios de pedalinho (estavam desativados) e um restaurante germânico que vende pratos típicos de lá.

DSC05917 DSC05918 DSC05920 DSC05923 DSC05924 DSC05925 DSC05929 DSC05930 DSC05932 DSC05938

Outro ponto muito visitado na cidade é o Labirinto Verde, localizado na Praça das Flores, também bem na área central da cidade. Inclusive foi nesse período que o sol resolveu dar o ar da graça por cerca de 5 minutos, para embelezar um pouco mais as fotos do local:

DSC05945 DSC05949 DSC05950 DSC05951 DSC05952 DSC05956 DSC05957 DSC05959

Como acabamos almoçando também por lá, nossa “estadia” por lá beirou entre duas e três horas. Há diversos outlets de lojas de roupa e sobretudo calçados, e que certamente estenderiam nosso tempo expendido por lá. Além disso, nossa idéia era terminar o dia no Ninho das Águias, onde dizem que o pôr do sol é maravilhoso. Mas na falta do grande astro lunar, optamos por retornar ao nosso hotel em Canela. Mas com certeza recomendamos a visita a cidade, mais uma ótima opção para turismo na Serra Gaúcha.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>