Benedito Novo e Rodeio (SC)

Olá pessoal,

Estivemos recentemente passando um final de semana numa casa de campo em Benedito Novo (ainda faremos um post específico falando sobre ela) e falaremos um pouco mais sobre estes dias nesse post.

Com pouco mais de 11 mil habitantes, o município de Benedito Novo fica localizado a 45 quilômetros de Blumenau, e praticamente ao lado de Timbó. Não há muitos atrativos turísticos por lá, como vocês poderão observar na sequência deste post, mas o nosso objetivo em ir para lá era mesmo descansar e fazer um pequeno test-drive com o nosso filho Bernardo.

O grande ponto turístico da cidade é a imponente Cachoeira Salto do Zinco, localizada numa propriedade particular a cerca de 30 quilômetros do centro da cidade. Apesar do caminho até lá ser praticamente 100% em estrada de chão, as estradas estavam em ótimo estado de conservação.

No trajeto ainda passamos pela única igreja enxaimel do Brasil, a Igreja Evangélica Luterana Ribeirão Liberdade, construída em 1927

DSC08396 DSC08399 DSC08400

Com o céu azul e um dia ensolarado, o caminho do centro até a cachoeira rende belas fotos, como vocês podem observar abaixo:

DSC08378 DSC08380 DSC08382 DSC08383 DSC08384 DSC08387 DSC08389 DSC08392 DSC08394 DSC08397 DSC08408 DSC08409 DSC08413 DSC08414 DSC08416 DSC08419 DSC08420 DSC08421

Como já comentado previamente, a cachoeira fica localizada numa propriedade particular, na realidade esta propriedade particular é a Pousada Campo do Zinco, que fica no final da entrada. Havíamos lidos alguns relatos no Trip Advisor comentando que havia uma certa “restrição” para visitar a cachoeira, e de fato na entrada da área havia uma placa preta claramente dizendo que a visita ao mirante estava “temporiariamente” fechada. Ignoramos a placa, passamos pela indicação do mirante e fomos até a pousada, para entender se era permitido ou não as visitas.

Falamos com um senhor que cremos ser o dono de lá, e ele acabou nos concedendo a permissão para ir até o mirante, apesar de acharmos que o tom da voz dele mudou radicalmente após informamos que não estávamos com reserva na pousada. Depois que voltamos para Joinville entendemos o porquê disso tudo: no site deles há um grande texto comentando sobre problemas que houveram por lá, como lixo jogado e comportamentos inadequados de visitantes que passaram pela estrada/mirante.

A cachoeira tem cerca de 76 metros de queda, e de certa forma nos surpreendeu positivamente, pois achávamos que não seria tão imponente:

DSC08441 DSC08445 DSC08448 DSC08452

No caminho de volta aproveitamos os animais soltos pelos campos para mostrar um pouco mais da vida de campo para o Bernardo, que adorou tudo isso:

DSC08453 DSC08456 DSC08458 DSC08468 DSC08469

Num outro limite de Benedito Novo, fica o município de Rodeio, que passou a ser chamariz de turistas principalmente depois da inauguração da Tirolesa K2 Mil, a maior tirolesa das Américas na época que foi inaugurada. Aproveitamos para almoçar por lá (R$20 o buffet livre, porém pouquíssima variedade: arroz, feijão, polenta, macarrão e galinha caipira como pratos quentes, e algumas saladas).

Acabamos não fazendo a tirolesa (vamos deixar para uma próxima vez, visto que com certeza voltaremos a nos hospedar por lá). O preço era R$95 por pessoa, porém se mais pessoas fizerem o preço baixa um pouco. Havia também outros atrativos por lá, como o bumerangue humano (não nos recordamos agora, mas era algo entre R$30 e R$40 por pessoa). O que compensa novamente é o visual no caminho até lá:

DSC08476 DSC08477 DSC08481 DSC08482 DSC08484

Seguindo viagem passamos pelo Caminho dos Anjos, um pequeno trecho de estrada onde somos rodeados por 64 anjos idealizados pelo Sr. Paulo Notari, morador de região. No meio do trajeto há uma espécie de réplica de Cristo Redentor. Notamos também que há várias hortênsias, o que com certeza deve embelezar o local quando for a época de florescer.

DSC08486 DSC08489 DSC08490 DSC08492 DSC08498 DSC08499 DSC08506 DSC08508

Poucos quilômetros depois chega-se a Vinícola San Michele, onde nos decepcionamos um pouco pois esperávamos pelo menos algumas parreiras de uvas, mas a vinícola é basicamente uma loja anexa à fábrica onde processa-se o vinho. No entanto a loja é bem estruturada e o pessoal que trabalha por lá bastante simpático e lhe oferece degustação dos vinhos da casa.

DSC08514 DSC08513

Por fim passamos pela área mais central de Rodeio, onde destaca-se a Igreja Matriz São Francisco de Assis, localizada num pequeno morro ao lado da rua principal.

DSC08516 DSC08527 DSC08526 DSC08520 DSC08518

Todo este passeio por Benedito Novo e Rodeio pode ser feito em apenas um dia com sobras, pois saímos de casa cerca de 10h30 e antes das 15h30 já havíamos retornado.

Falando um pouquinho mais da cidade de Benedito Novo, especificamente de restaurantes/alimentação, prepare-se para voltar ao passado e se acostumar com supermercados que fecham às 19h, por exemplo. Por pouco ficamos sem carvão para fazer nosso churrasco de sexta a noite.

Outro episódio engraçado acabou acontecendo no sábado, quando queríamos achar uma pizzaria na cidade e então recorremos ao Google. Encontramos duas, porém apenas um telefone. Após uma pesquisa mais apurada acabamos chegando ao Facebook desta pizzaria que tinha o telefone, e havia um post do dono dizendo que se afastaria das atividades por estar realizando uma cirurgia. De qualquer forma ligamos lá e falamos com um senhor que nos informou que agora trabalhava somente com pizzas congeladas, e então fizemos uma reserva de alguns sabores.

Neste meio tempo tentamos de todas as formas achar o telefone da outra pizzaria, e acabamos encontrando por acaso numa foto de uma pessoa que havia tirado na frente de um painel onde havia o telefone. Ligamos lá e nos foi informado que neste sábado não haveria pizza, somente lanches. Então resolvemos pegar o carro e “desbravar” a cidade em busca de uma pizzaria, onde recebemos a informação que existiam duas, praticamente uma do lado da outra. Chegando lá, uma delas era a que não estava servindo pizza.

Tudo bem, ainda nos restava a outra, e então fomos fazer nosso pedido próximo das 19h, quando a atendente nos informa que haviam 30 pizzas na frente e a nossa sairia somente próximo das 22h. Nos dirigimos então para a casa onde estavam as pizzas congeladas, e chegando lá o portão estava aberto e as luzes da casa ligadas. Batemos palmas, chamamos, e ninguém atendeu. Perguntamos ao vizinho se ele sabia onde eles estavam, e ele comentou que eles tinham dado uma saída de carro. Fomos então dar mais uma volta na cidade e depois voltamos à casa, onde finalmente a saga da pizza terminou, voltando com três pizzas congeladas no carro.

Enfim, com certeza recomendamos à visita às cidades de Benedito Novo e Rodeio, sobretudo para quem procura tranquilidade e paz em tempos tão agitados!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>