Bloemfontein (África do Sul) – Uma das três capitais africanas

Olá pessoal,

Nossa segunda parada foi em uma das três capitais (é a capital judicial) da África do Sul. Com cerca de 250 mil habitantes, é a sexta maior cidade africana em população e está a 400 quilômetros de Joanesburgo. Chegamos por lá num dia a tarde e dormimos duas noites por lá, ou seja, tivemos um dia cheio para passear. No caminho belíssimas fotos das estradas (muito bem conservadas por sinal), que estavam com pouquíssimo movimento.

IMG_0020 IMG_0026 IMG_0029 IMG_0030 IMG_0031 IMG_0040

Chegando próximo a Bloemfontein, tivemos nossa primeira visão de animais nada casuais a beira da estrada: uma reserva privada nos brindou com um oryx.

IMG_0044

CENTRO DE BLOEMFONTEIN

No dia que chegamos em Bloemfontein optamos por descansar na nossa hospedagem. Saímos de fato nos dois dias seguintes. No dia cheio, aproveitamos primeiramente para uma rápida volta no centro da cidade, que é recheado de prédios históricos e muito bem conservados. Nas duas primeiras fotos, destaque para o Museu Nacional de Bloemfontein (não entramos).

IMG_0069 IMG_0070 IMG_0076 IMG_0077 IMG_0078 IMG_0080 IMG_0081 IMG_0082 IMG_0083

CHEETAH EXPERIENCE

É em Bloemfontein que funciona um pequeno centro de reabilitação de animais de selvagens, o Cheetah Experience. Como o próprio nome já sugere, o centro iniciou com a recuperação de cheetahs que foram resgatados da selva feridos ou doentes, porém hoje o local abriga leões, tigres e outras espécies, destacando que todos foram animais “salvos” pela instituição, e não simplesmente capturados da selva africana.

As visitas guiadas ocorrem todos os dias, com exceção das segundas, e de hora em hora, a partir das 11h até às 15h (sábados e domingo há uma visita adicional iniciando às 10h). Chegamos lá perto das 11h, compramos os ingressos (150 rands, cerca de R$42 na cotação atual. Crianças menores que 12 anos pagam 100 rands, cerca de R$30), e aguardamos o início do tour.

O guia explica detalhadamente como cada animal foi capturado, qual a idade de cada um, dentre outros fatos relevantes para a visita. É nítido que ele está ali por ser apaixonado pelo que faz, pois a leveza e a felicidade que ele nos passa é contagiante, apesar de praticamente todo animal ter uma história bastante sofrida antes de chegar ao centro de reabilitação.

O local em si não tem grandes dimensões, e o tour leva mais ou menos uma hora. Toda a área é descoberta, ou seja, abuse do protetor solar, pois o sol com certeza vai estar presente.

 IMG_0087 IMG_0090 IMG_0092 IMG_0097 IMG_0098 IMG_0105 IMG_0111 IMG_0113 IMG_0121 IMG_0127 IMG_0131

No final do tour há uma área restrita onde somente adultos podem frequentar, onde estão as duas primeiras cheetahs resgatadas do centro, e pelo fato de estarem muito acostumadas com a presença de humanos, digamos que é “tranquilo” entrar lá e tirar fotos como as abaixo.

20190918_121544 20190918_121702 20190918_121805 20190918_121936

Para quem tem mais tempo ou então tem um engajamento maior com essa questão de ajudar os animais, o local também vende pacotes para pessoas que desejam ser voluntários do centro por algum tempo (existe também um pacote de apenas um dia). Na entrada do centro há também uma pequena loja com souvenirs e bebidas/comidas (basicamente salgadinhos).

Caso algum dia você vá para Bloemfontein, não deixe de visitar o centro! Recomendamos com certeza a visita. Um estudo feito em 2016 estimou que a população atual de cheetahs no mundo esteja próximo de 7.100 animais, apenas 9% da distribuição histórica da espécie. Um dado certamente alarmante.

LOCH LOGAN WATERFRONT

Localizado no centro da cidade, o Loch Logan Waterfront nada mais é do que um grande shopping com um grande lago. Uma ótima opção também para o almoço ou a janta, pois o local abriga dezenas de restaurantes.

800px-Loch_Logan_Waterfront,_Bloemfontein,_Free_State,_South_Africa_(19915335154)

Inclusive gostaríamos de recomendar o Braza, um restaurante com culinária inspirada no Brasil, Portugal, Moçambique e Angola. Gostamos tanto do local que almoçamos por lá uma segunda vez (na volta a Joanesburgo). O menu está disponível online (http://www.brazasa.co.za/docs/Braza_Main_Menu.pdf), e recomendamos os pratos de carne Braza Steak Cuts, que vem acompanhados de um mix de vegetais assados + um acompanhamento de sua escolha. Definitivamente muito saboroso! Com relação ao valor, espere gastar em torno de R$80 a R$100 por pessoa com bebidas.

JARDIM BOTÂNICO DE BLOEMFONTEIN

Outro passeio obrigatório de Bloemfontein é a visita ao Jardim Botânico. Aberto diariamente das 08h às 16h30 (aos sábado, domingos e feriados fica aberto até as 17h), a entrada custa apenas 28 rands (algo em torno de R$10), e crianças menores de 6 anos sequer pagam.

O jardim é bastante extenso e tem caminhos específicos para os pedestres, como vocês poderão visualizar nas fotos abaixo. Há uma área também que mostra um pouco mais como eram as casas dos nossos ancestrais, bastante interessante.

IMG_0142 IMG_0144 IMG_0145 IMG_0147 IMG_0148 IMG_0149 IMG_0153 IMG_0154 IMG_0156 IMG_0158 IMG_0159 IMG_0160 IMG_0162 IMG_0163 IMG_0167 IMG_0168

Para a criançada, há um grande playground praticamente no final do passeio, com vários escorregadores, pontes e muito mais. Próximo desse local havia um restaurante que no dia estava sendo preparado para algum casamento ou festa, não sabemos dizer se em dias normais ele funciona para o público em geral.

IMG_0171 IMG_0173 IMG_0175 IMG_0176 IMG_0178

Ficamos cerca de 1 hora e meia no Jardim e também recomendamos a visita sem sombra de dúvidas!

NAVAL HILL

No dia seguinte, dia de nossa partida de Bloemfontein, subimos o Naval Hill, uma espécie de mirante da cidade. A visita é gratuita, porém na entrada há uma guarita que pedirá para você até abrir o porta-malas do carro antes de subir. Lá em cima o destaque, além da visão da cidade como um todo, é a enorme estátua de Nelson Mandela com o punho cerrado, a sua pose mais famosa.

A visita ao mirante é rápida, não gastamos mais do que 30 minutos lá em cima.

IMG_0183 IMG_0189 IMG_0192 IMG_0193 IMG_0195 IMG_0196 IMG_0200

Depois da visita ao Naval Hill, pegamos novamente a estrada para nosso próximo destino: a pitoresca Beaufort West.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>